Mais de 100 unidades em 22 Estados participam do Dia Nacional do Campo Limpo

Em 15 edições, mais de 1,6 milhão de pessoas já participaram do Dia Nacional do Campo Limpo, celebrado em 18 de agosto. Além disso, são mais de 530 mil toneladas de embalagens destinadas, desde o início do projeto, em 2005. A data reconhece a importância do envolvimento de todos os elos da cadeia agrícola – agricultores, canais de distribuição, fabricantes e poder público – para o sucesso do Sistema. 

Nesta edição, Bebedouro (SP) sedia a cerimônia oficial no dia 16 de agosto, enquanto em Taubaté (SP) acontece a inauguração da Campo Limpo Tampas e Resinas Plásticas, que produzirá tampas a partir de matéria-prima reciclada proveniente do Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias e sobras pós-consumo de defensivos agrícolas). Na ocasião, mais de 100 unidades de recebimento de 22 Estados brasileiros promoverão ações especiais, como o DNCL Portas Abertas, o DNCL Solenidade, (celebração com a presença de autoridades públicas); o DNCL na Escola e Universitário, que promovem ações voltadas para estudantes de ensino fundamental, médio e universitários; o DNCL Ação com Agricultor, evento responsável pela difusão de informações e soluções sustentáveis entre agricultores; e DNCL Ação Comunitária, que estimula o envolvimento da comunidade em práticas a favor do meio ambiente. 

Com o tema “Juntos, semeando o campo limpo”, o Dia Nacional do Campo Limpo reunirá os participantes do programa de logística reversa e as comunidades do entorno de unidades de recebimento de embalagens vazias para compartilhar os resultados e benefícios gerados pelo Sistema, que é referência no país e no mundo. 

“As inúmeras atividades representam uma oportunidade para a comunidade conhecer o trabalho do Sistema. Também contribuem para aumentar a conscientização e o envolvimento de todos em nosso programa, cada vez mais bem-sucedido em cuidar do meio ambiente e manter o campo limpo”, destaca João Cesar M. Rando, diretor-presidente do inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), entidade gerenciadora do Sistema. Rando destaca a importância de comemorar as mais de 500 mil toneladas de embalagens vazias retiradas dos campos e destinadas de forma ambientalmente adequada, em 17 anos de operação. 

São Paulo – Apenas em São Paulo, as atividades de celebração do Dia Nacional do Campo Limpo acontecem em Araraquara, Bebedouro, Bilac, Casa Branca, Catanduva, Guariba, Ituverava, Paraguaçu Paulista, Piedade, Piracicaba, São José do Rio Preto, São Manuel, Taquarituba e Taubaté. Em todo Brasil, mais de 100 unidades de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas presentes em 22 estados brasileiros realizarão ações especiais para a data, como o DNCL Portas Abertas (abertura da central para a visitação pública), o DNCL Solenidade (celebração com a presença de autoridades públicas); o DNCL na Escola e Universitário, que promovem ações voltadas para estudantes de ensino fundamental, médio e universitário; o DNCL Ação com Agricultor, evento responsável pela difusão de informações e soluções sustentáveis entre agricultores; e o DNCL Ação Comunitária, que estimula o envolvimento da comunidade em práticas a favor do meio ambiente.

O Dia Nacional do Campo Limpo foi instituído no calendário brasileiro em 18 de agosto, por meio da Lei Federal 11.657 de 16 de abril de 2008. Desde então, cerca de um milhão de pessoas, de todo o país, já participaram das comemorações. A celebração da data é realizada pelas unidades de recebimento de embalagens vazias, com apoio do inpEV, seus associados fabricantes de defensivos agrícolas, entidades representativas do setor (Abag, Aenda, Andav, Andef, Aprosoja, CNA, OCB e Sindiveg), organizações públicas (governo municipal e estadual) e privadas, além de outros apoiadores locais. Já o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), há 17 anos, atua como entidade gerenciadora do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores. O Sistema Campo Limpo.por outro lado, tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

Para mais informações, acesse inpev.org.br/dncl.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here