Dia de Campo on-line mostra as tecnologias da Fazenda do Futuro da DSM

Dia de Campo Virtual Tortuga abre as porteiras do Centro de Inovação e Ciência Aplicada de Ruminantes da DSM e mostra tecnologias da Pecuária 4.0 que tornam a atividade cada vez mais eficiente. Evento será online na tarde de 5 de abril, das 14h às 17h.

Com transmissão on-line a partir da Fazenda Caçadinha, a “Fazenda do Futuro” em Rio Brilhante (MS), a área de Ruminantes mostrará as tecnologias avançadas que vêm desenvolvendo em nutrição e digitalização da pecuária.

Sobre o centro de inovação da DSM, vale dizer que é o local onde são desenvolvidos, testados e aprovados todos os suplementos nutricionais da Tortuga® antes que cheguem ao mercado e é onde o time de Inovação e Ciência Aplicada da empresa cria tecnologias que tornam a pecuária mais eficiente. No campo de digitalização, por exemplo, Tiago Sabella Acedo, gerente de Marketing Ruminantes para a América Latina e responsável pela área de inovação, lembra que esses avanços transformam a produção de bovinos pelo uso de dados e controles rigorosos. Na DSM, em particular, ele lembra a aliança entre tecnologia digital e de nutrição para gerar ganhos zootécnicos para o rebanho e de rentabilidade para os pecuaristas.

“Juntas, as tecnologias de nutrição e a pecuária digital geram oportunidades de otimizar os custos e o manejo dos bovinos para aumentar o retorno sobre o investimento, especialmente no cenário atual, onde os preços da arroba e dos bezerros estão em patamares elevados e onde os insumos têm acompanhado essa alta”, comenta Acedo. Nesse contexto, as tecnologias digitais geram informações que facilitam as tomadas de decisões. No confinamento e semiconfinamento, por exemplo, os dados ajudam a individualizar o trato dos bovinos, sendo possível saber a quantidade de alimento que cada animal consome, o número de visitas ao cocho e a ingestão do suplemento. Além disso, outros equipamentos modernos também permitem medir o peso do animal diariamente por meio de balanças acopladas ao bebedouro que pesa os animais todas as vezes em que ele bebe água, gerando dados sobre ganho de peso automaticamente.

Pecuária 4.0: tecnologias futurísticas mensuram o desenvolvimento dos bovinos

Há várias tecnologias futurísticas em teste no centro de inovação da DSM. Um projeto inovador conduzido pela empresa em parceria com a Universidade de Wisconsin (EUA) usa câmeras instaladas acima do bebedouro (ou outro local visitado com frequência pelos animais) para tirar muitas fotos que, em conjunto com chips instalados nos brincos dos animais e apoio de algoritmos, torna possível mensurar o peso do animal. “No futuro, isso permitirá substituir as balanças, com efeito positivo para a eficiência do manejo e para o bem-estar animal”, conta Acedo.

Em outro projeto da Fazenda do Futuro, as câmeras instaladas em cima da linha de cocho do confinamento permitem a identificação da quantidade de alimento disponível aos bovinos e o comportamento desses animais ao longo do dia. Com uso de algoritmos e de machine learning (aprendizado de máquinas), essa tecnologia sugere a quantidade de alimento a ser ofertado. “Como a nutrição representa um custo alto no confinamento, os produtores trabalham com o mínimo possível de sobra de alimentos. E, com essa nova tecnologia, é possível reduzir muito o desperdício, otimizar os custos do manejo nutricional e maximizar o desempenho animal, gerando maior rentabilidade para os pecuaristas”, ressalta.

Programação focada na pecuária do futuro

A programação do Dia de Campo Virtual Tortuga® vai mostrar as novidades da empresa, com atenção para os avanços tecnológicos e uso de dados que, combinados com a nutrição adequada, elevam os ganhos da pecuária em todos os aspectos. Confira:

  • 14h – Abertura, com Sergio Schuler, vice-presidente de Ruminantes da DSM
  • 14h05 – Boas-vindas da Agropecuária Fabiani, com Roberto Freitas, gerente da Caçadinha
  • 14h20 – Dados de pesquisa, com Lucas Oliveira, gerente de categoria Corte da DSM
  • 14h50 – Intervalo
  • 15h – Tecnologias, com Victor Valério, supervisor de Inovação – categoria Corte da DSM; e Alexandre Perdigão, analista de Inovação e Ciência Aplicada da DSM
  • 15h50 – Perguntas e respostas, com mediação de Luciano Morgan, gerente técnico nacional de Corte da DSM
  • 16h50 – Encerramento