ESPECIAL – Fortalecer imagem do agro e dar ao produtor acesso à renda: desafios da FPA para 2020

Um dos maiores desafios do agro em 2020 será de melhorar a imagem do campo mundo a fora e garantir acesso à renda, tecnologia e assistência técnica para os produtores rurais no país, segundo o deputado Alceu Moreira (MDB-RS), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), organismo formado por 247 deputados e 40 senadores, o deputado enfatizou a força da FPA no Congresso Nacional. 

“A bancada dá sustentação política e em 2020 vamos fazer a pressão legitima. Temos uma série de propostas que estão prontas para votação, como o novo marco legal do licenciamento ambiental, o projeto que trata de terras para estrangeiros, a regulamentação das parcerias público-privadas e a Medida Provisória 897/2019, ” explica Moreira defendendo mais investimento em pesquisa, sanidade, extensão rural e assistência técnica ao produtor rural. 

“É inaceitável a redução de recursos para o Ministério da Agricultura no ano que vem após todo o respaldo dado pelo setor ao governo. Só na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) o corte é de quase metade do que foi destinado em 2019 – a proposta orçamentária do governo destina R$ 1,982 bilhão à estatal no próximo ano, redução de R$ 1,732 bilhão sobre o valor aprovado para este ano, de R$ 3,634 bilhões”, reforçou durante coletiva realizada em 10 de dezembro.

Potência mundial – o Brasil é uma grande potência agrícola mundial e garante a segurança alimentar para mais de 160 países. Preocupado com 2020, o vice-presidente da bancada na Câmara, deputado Sérgio Souza (MDB-PR), explicou que a FPA está fazendo reuniões internas para discutir o plano de metas com o objetivo de fortalecer ainda mais o setor. 

“Esse ano tivemos da MP Regularização Fundiária; a abertura de mercado do agro ao redor do mundo; a aprovação dos projetos na Câmara como de Faixa de Fronteira e Conectividade Rural – que vai beneficiar 5 milhões de agricultores no país, assim como também a possibilidade do porte e posse de arma no âmbito da propriedade rural e a MP do Agro – já aprovada na comissão especial e vai ao plenário da Câmara no início do ano que vem. Além da prorrogação do prazo do Cadastro Ambiental Rural CRA, e do Programa de Regularização Ambiental (PRA). Não tenho dúvidas que entregamos ao agricultor um resultado muito positivo nesse ano.”

A agropecuária foi o setor que registrou a maior alta, de 1,4%, no PIB, em relação aos três meses anteriores, apontou dados divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os resultados das contas nacionais de 2019 apresentam crescimento de 0,6%. De acordo com o deputado Zé Mario, o agro fecha o ano com chave de ouro.

“Conseguimos aprovar no Congresso o projeto de Conectividade Rural e Faixa de Fronteira – sobre a ratificação do registro de imóveis. Essas propostas vêm de encontro aos anseios de milhares de famílias e produtores que estão hoje produzindo e não tem direito a praticamente nada. Esses projetos vão dá a oportunidade e dignidade para que possamos fortalecer o agro no Brasil”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here