Agricultura de precisão para pequeno agricultor: preocupação da Mahindra

Sempre atenta na busca por soluções para aumentar a produtividade dos pequenos produtores, proprietários de terras com menos de 50 hectares e que representam 98%, ou mais de 550 milhões das propriedades agrícolas do mundo, e que desempenham um papel fundamental na agricultura global, a Mahindra Group apresentou, pela primeira vez na Agritechnica 2019 (realizada em Hannover, Alemanhã, de 10 a 16 de novembro) novas alternativas de agricultura de precião, tecnologias que entregam informações inteligentes com soluções progressivas, oferecendo apoio em todo o ciclo agrícola e que ainda sejam acessíveis a esse perfil de agricultor. 

“Com a produtividade e a lucratividade como questões-chave dos agricultores, a Mahindra tem no seu DNA defender a causa do pequeno agricultor, democratizando as tecnologias para fazer a diferença em suas vidas e transformar a maneira como a agricultura é feita. Nossas novas iniciativas de agricultura de precisão apresentadas na Agritechnica 2019 são bons exemplos que estamos trilhando um caminho nesta direção,” explicou Dr. Pawan Goenka, diretor administrativo da Mahindra & Mahindra Ltda.

E para desenvolver estudos e implantar soluções para a próxima geração,  que melhorem os resultados dos agricultores, a Mahindra está investindo em tecnologias prontas. Além de estabelecer parcerias com marcas globais de máquinas agrícolas, possui os centros de inovação Mahindra, onde são desenvolvidas soluções digitais e mecanizadas para auxiliar a evolução do cultivo dos pequenos proprietários rurais, ajudando-os a alcançar resultados significativamente melhores, com preços mais em conta. 

A empresa, presente no mercado brasileiro com operação própria desde em outubro de 2016, conta com Centros de Excelência no Japão, para a cadeia de valor do arroz; na Finlândia, para ceifeiras; na Turquia, voltado a maquinaria agrícola; no Canadá e na Suíça, com soluções para Agricultura de Precisão; e na Índia, direcionado a soluções de mecanização. O mais recente investimento da Mahindra em Gamaya, na Suíça, após investir na Resson Aerospace (Canadá) e Carnot Technologies (Índia), deu à empresa acesso a tecnologias de ponta, como análise de imagens hiperespectrais, inteligência artificial, aprendizado de máquina e IoT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here