Banco do Brasil faz ajustes de taxas para agronegócios com validade a partir de 16 de dezembro

Em sintonia com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que cortou a taxa Selic em 0,50 ponto percentual ao ano, em 11 de dezembro, o  Banco do Brasil anunciou nova redução nas taxas de juros para várias de suas linhas de crédito para clientes pessoas físicas e jurídicas. As novas condições que entram em vigor a partir da próxima segunda-feira (16), e reforçam o posicionamento do BB em sempre oferecer a melhor relação custo-benefício para seus clientes. 

Entre os beneficiados pela decisão do BB está o produtor rural, que pode financiar seu Custeio Pecuário com taxas mais atrativas, contando agora também com a possibilidade de financiamento de veículos utilitários leves com taxas a partir de 0,62% ao mês.

A redução das taxas pelo BB também atinge os seguintes públicos:

  • Crédito PF não consignado – As linhas de Crédito Automático e Renovação passarão a ter taxas mínimas a partir de 2,87% ao mês e a BB Crediário com taxas a partir de 3,11% ao mês. Para quem recebe proventos no Banco do Brasil, o Crédito Salário passará a ter taxa a partir de 2,69% ao mês, além da possibilidade de antecipação do 13º Salário, que já dispõe de taxas mais atrativas. 
  • Home equity – Na linha de home equity, o BB Crédito Imóvel Próprio, as taxas praticadas pelo Banco serão reduzidas de 1,34% ao mês para 1,30% ao mês na faixa mínima; e de 1,72% para 1,68% ao mês na faixa máxima. 
  • Crédito veículo – No crédito Veículo, os clientes BB passam a contar com taxas a partir de 0,60% ao mês, para veículos zero quilômetro. 
  • Juros mais baixos também para empresas – A redução também contemplará os clientes Pessoa Jurídica. Na linha desconto de títulos, as taxas mínimas passarão de 1,08% para 1,04%. Para o desconto de cheque, as taxas mínimas passarão de 1,27% para 1,23% ao mês. Estas taxas referem-se a operações com prazo de 45 dias. 

Além dos ajustes acima, o BB fez realinhamentos em algumas de suas linhas desde o último Copom, com ajustes nas taxas para linhas de capital de giro para empresas do segmento Varejo. Para o prazo de 720 dias as taxas mínimas caíram de 1,47% ao mês para 1,22% ao mês. O Banco também disponibilizou a linha de Giro 13º Salário com taxas especiais a partir de 1,08% ao mês para operações com prazo de um ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here