ESPECIAL – Inaugurada primeira fábrica de fertilizantes líquidos do MS

O total R$ 25 milhões – R$ 17 milhões dos quais originado no Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) do Banco do Brasil, e o restante com recursos próprios – foi investido pela Hinove Agrociência em sua fábrica no município de Rio Brilhante, no Mato Grosso do Sul. Inaugurada em 16 de novembro de 2019, a nova planta tem capacidade anual para produção de 800 mil toneladas de fertilizantes sólidos e líquidos e está instalada em área total de 100 mil m2. A planta é totalmente integrada, desde a matéria-prima, laboratório, fabricação, casa de vegetação e lavoura de demonstração. 

A localização da nova planta é estratégica para atender às culturas da cana de açúcar, soja, milho, pastagens, reflorestamento e hortifruti em raio de 250 quilômetros ao redor da unidade, sendo que para distâncias maiores, a empresa conta com equipamento móvel que fábrica in loco por batelada o fertilizante líquido para aplicação no solo, a partir de matéria-prima fornecida pela Hinove. Essa opção, em função da relação custo-benefício, é mais indicada para propriedades com mais de 100 mil hectares.

Com o início da operação da planta, a empresa 100% brasileira reforça sua posição no mercado onde se destaca com formulações customizadas adaptadas ao clima tropical, o que, segundo Renato Benatti – fundador e CEO da empresa, bacharel em Negócios Agrícolas e Mestre em Economia pela ESALQ-USP – “garante ao produtor aproveitamento entre 80% a 100%, pois as maquetes de fertilizantes são adaptados ou importados de países de clima temperado, o que faz com que grande parte do investimento se perca. Além disso, mediante análise entregue pelos clientes, em dois dias já temos as formulações customizadas, praticamente pelo mesmo custo e com excelente relação custo-benefício devido a maior eficiência. Hoje, produzimos mais de 30 formulações diferentes para clientes específicos da cultura de cana-de-açúcar”.

Por ocasião da cerimônia de inauguração, o Governador do Estado do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, ressaltou que a fábrica da Hinove “cria mais uma opção de oferta de produção local, gerando maior competitividade em novas tecnologias para o aumento da produtividade do agricultor do Estado, além de gerar empregos e maior renda”. Lembrou, ainda, o papel de destaque do Estado no cenário nacional com a migração da pecuária e a recuperação de pastagens para a produção agrícola em quase 600 mil hectares, contribuindo para que o PIB do Mato Grosso do Sul crescesse “quatro vezes mais do que o PIB nacional, tornado nosso estado a quinta economia do País e nos permitindo prever dobrar a área plantada em dez anos”.

Foto fachada fábrica – Crédito foto: Eureka Filmes

Resultados e projeções – A preocupação em desenvolver formulações específicas e o fato de o fertilizante ser desenvolvido especificamente para clima tropical que proporciona melhor aproveitamento pelo solo, vem levando a Hinove, desde sua criação, em 2011, a dobrar ano a ano o faturamento. Exemplo é que em 2018, a empresa faturou R$ 129 milhões e deverá fechar 2019 em R$ 260 milhões, com expectativa em 2020 de ultrapassar a casa dos R$ 500 milhões. A meta, como explicou Benatti, também é ampliar a exportação: “Hoje, exportamos 2% da produção para o Paraguai. Com esta nova planta esperamos ampliar a participação das vendas internacionais em nosso faturamento”.

Entre os planos da empresa também está a popularização do uso de fertilizantes líquidos, que têm participação de apenas 2% a 3% no total utilizado. “Fertilizantes líquidos trazem economia no operacional e na produtividade com absorção imediata”, frisa Benatti, destacando a postura da empresa como “uma das mais inovadoras indústrias do segmento de fertilizantes, oferecendo uma linha de compostos que beira a uma centena de formulações, garantindo soluções de alta tecnologia para o produtor agrícola brasileiro”.

A fábrica de Rio Brilhante é a mais nova estrutura produtiva e comercial da Hinove, que é constituída por sede administrativa, localizada em Araraquara (SP), uma unidade produtiva em Registro (SP), parcerias em produção e em diversas minas de fosfato em São Paulo e Mato Grosso do Sul, subsidiárias na Bolívia e Paraguai. A empresa também consolidou uma série de acordos com destacadas instituições acadêmicas para a realização de diversas pesquisas, como Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), Instituto Agronômico de Campinas (IAC), USP – São Carlos, UNESP – Universidade Estadual Paulista – Campus de Jaboticabal e Nutrição de Plantas Ciência e Tecnologia Ltda (NPCT).

Katia Penteado, editora do GestAgro 360°, viajou a Rio Brilhantes (MS) para a inauguração da fábrica da Hinove Agrociência a convite da empresa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here