Sensores inteligentes e estações meteorológicas: aplicações práticas em granjas e lavouras

A utilização de sensores inteligentes em granjas e de estações meteorológicas em lavouras já representa um grande ganho de produtividade para o campo. Ambas soluções– desenvolvidas pelo SPRO Group, agregando, inclusive, a plataforma SAP – possibilitam tanto para os produtores rurais como para agroindústrias o monitoramento de processos produtivos em tempo real. Em granjas, as aplicações embarcadas em Internet das Coisas (IoT) permitem a realização de diagnósticos de possíveis problemas, desvios ou desperdícios em curso na produção. Dessa forma, podem ser executadas correções em tempo real, assim como é possível prevenir algumas situações de acordo com o histórico de dados coletados. 

Esse acompanhamento pode ser feito a partir de qualquer dispositivo móvel, que recebe informações a partir do sensor ou da estação, facilitando a experiência dos gestores desses processos. Entre os exemplos de tecnologias que podem levar maior produtividade para o agronegócio, estão as soluções “Gestão Avícola” e “Dados Climáticos”, desenvolvidas, respectivamente, pela E-Aware e b2k, empresas do SPRO Group. Ambas, embarcadas em plataformas em nuvem, transformam dados em informações relevantes, que ajudam a melhorar ou mesmo alterar diversos processos de manejo ou de plantio. 

Gestão Avícola – A solução funciona a partir de sensores que permitem o controle, em tempo real, de produções agropecuárias de aves, suínos, bovinos e também de peixes, de forma centralizada, com indicadores personalizados. Com isso, o produtor tem em mãos informações mais precisas, podendo aplicar diferentes formas de manejo, aumentando a eficiência do lote. Assim, o ecossistema gera ganhos de rentabilidade para todas as pontas: o produtor, o integrador e o consumidor final, com rastreabilidade de todo o processo produtivo e garantia do bem-estar animal. 

Dados Climáticos – A solução de Dados Climáticos, da b2k, é composta por uma estação meteorológica projetada e desenvolvida para auxiliar produtores rurais a tomarem ações preventivas em vez de corretivas. Por meio deste monitoramento, é possível preparar o plantio, cuidar do processo de crescimento da planta e avaliar e estimar produções agrícolas. Tudo isso é feito a partir de nove parâmetros atmosféricos: temperatura, pressão atmosférica, umidade relativa do ar, quantidade chuva, direção do vento, intensidade do vento, rajada de vento, intensidade luminosa e intensidade ultravioleta. A partir dessas análises, o produtor consegue antecipar e prever pragas e também aplicar defensivos de forma mais assertiva, por exemplo, já que tem em mãos informações sobre o clima que influenciam nesses processos.

Fotos: Divulgação SPRO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here