Framework ajuda cadeia do agro em compromissos éticos

A iniciativa Accountability Framework (AFi) junho está disponibilizando em âmbito global aplicação prática a partir de um conjunto de normas, definições e orientações comuns para estabelecer, implementar e monitorar compromissos éticos da cadeia de fornecimento na agricultura e silvicultura. Ao usar essa estrutura comum, disponível desde junho e oficialmente lançada em agosto, as empresas e outros atores da cadeia de fornecimento têm agora um caminho claro para acelerar o progresso e aumentar a responsabilidade para o cumprimento desses compromissos.

“O Brasil é um país com papel central para o sucesso dos compromissos empresariais pelo fim do desmatamento e o respeito a direitos sociais e trabalhistas em cadeias produtivas agrícolas e florestais. A iniciativa Accountability framework complementa diversas outras com o mesmo propósito, a partir do alinhamento para o monitoramento, verificação e relatoria dos resultados dos compromissos empresariais com credibilidade e transparência”, afirma Luis Fernando Guedes Pinto, engenheiro agrônomo, pesquisador e Gerente de Políticas Públicas do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora), uma associação civil sem fins lucrativos, criada em 1995, que objetiva, como forma de melhor conservar as florestas tropicais, dar a elas destinação econômica, associada a boas práticas de manejo e à gestão responsável dos recursos naturais. 

O Framework é baseado em um consenso de proeminentes organizações ambientais e sociais. Desenvolvido por meio de um processo de consulta aberto com partes interessadas em todo o mundo nos últimos dois anos, o Framework reflete a experiência coletiva de empresas, ONGs e governos sobre o que é “bom” para as cadeias de fornecimento éticas. O Accountability Framework não é um novo padrão de certificação, nem procura substituir os esforços existentes – em vez disso, ele fecha as lacunas entre esses esforços e cria um caminho claro para as empresas cumprirem seus compromissos de responsabilidade ambiental e social.

“Muitas ONGs se esforçam para fazer as mesmas mudanças no mundo, mas realmente falar a mesma língua e alinhar as metas para que nos movamos com força na mesma direção – isso não é tão fácil. O Accountability Framework representa um grande marco na obtenção de consenso sobre um caminho a seguir”, acredita Han de Groot, CEO da Rainforest Alliance.

Sem um sistema consistente para todos os envolvidos na produção, comercialização e venda de commodities, é difícil garantir o fornecimento de produtos eticamente produzidos. O Accountability Framework fornece medidas consistentes de progresso em commodities, regiões e posições da cadeia de suprimentos. Dessa forma, produtores de soja na América do Sul, produtores de cacau na África Ocidental e varejistas multinacionais podem usar os mesmos termos, normas e métricas para definir, implementar e monitorar seus compromissos.

“Quando as empresas assumiram compromissos de desmatamento pela primeira vez, não tinham a clareza necessária para implementar essas promessas de forma confiável. Agora, o Accountability Framework pode preencher a lacuna de informações e produzir essas orientações para as empresas, muitas das quais já foram testadas em empresas de todo o mundo”, ressalta David Cleary, Diretor de Agricultura Global da The Nature Conservancy. 

Sabendo que essas complexas cadeias de fornecimento globais não podem ser transformadas da noite para o dia, o Accountability Framework apresenta um caminho para as empresas demonstrarem com credibilidade a melhoria contínua e o cumprimento de seus compromissos em suas cadeias de fornecimento. As empresas podem relatar o progresso de commodities em diferentes estágios do caminho para cumprir compromissos. O uso de métricas comuns permite que as empresas acompanhem os processos de melhoria ao longo do tempo e compartilhem dados em suas redes de cadeia de suprimentos.

A iniciativa Accountability Framework é composta pelo Forest Peoples Programme, Imaflora, National Wildlife Federation, Nature Conservancy, Proforest, Rainforest Alliance, Resourcetrust Network Gana, Rights and Resources Initiative, Social Accountability International, Verité, World Resources Institute e World Wildlife Fund. A elaboração do Framework foi possível graças a uma concessão da NICFI, da Moore Foundation, da UK Aid e do ISEAL Innovations Fund, que é apoiado pela Secretaria de Estado da Suíça para Assuntos Econômicos SECO. Mesmo antes do lançamento oficial, algumas grandes empresas, organizações e instituições já adotaram partes do Accountability Framework, incluindo Cargill, Mars, RSPO, LTKL na Indonésia e a Estratégia Nacional Francesa Contra o Desmatamento Importado.

Para obter mais informações, visite www.accountability-framework.org

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here