Antecipação de recebíveis: fintech auxilia fornecedores de cooperativas a ganharem fôlego

Criada há seis meses, a fintech Giro.Tech – especializada em negociar o recebimento antecipado para fornecedores de grandes empresas a qualquer momento entre a entrega da mercadoria e o vencimento da fatura – já antecipou mais de R$ 20 milhões em antecipações de pagamentos com desconto dinâmico (recebíveis). Entre os clientes está a Castrolanda Agroindustrial, cooperativa formada por 877 cooperados e 3.153 colaboradores. Com 2,91 bilhões de faturamento possui Unidades de Negócios divididas em Operações (agrícola, carnes, leite, batata, feijão e administração) e Industrial (carnes, leite, batata e cerveja).

Fazendo uso de tecnologia inovadora chamada de Desconto Dinâmico Digital, que auxilia as pequenas e médias empresas a terem capital de giro e fortalece toda a cadeia produtiva das grandes, a Giro consegue oferecer ao fornecedor um acesso a crédito com menor custo, por utilizar a ‘reputação de crédito’. Chamada de Desconto Dinâmico Digital, a ação diferenciada consiste na antecipação de recebíveis com o desconto calculado diariamente de acordo com o prazo escolhido pelo fornecedor e não com taxas fixas como o praticado comumente. Tudo isso graças à automatização criada pela fintech e disponível através de um Portal do Fornecedor. 

Desse modo, a plataforma auxilia empresas de grande porte a implantarem programas de antecipação de recebíveis aos seus fornecedores e oportuniza que pequenas e médias empresas tenham acesso a capital de giro com um custo muito menor e sem a burocracia que geralmente encontram no mercado financeiro. 

Fabricio Martins – um dos sócios da Giro – explica que as vantagens da antecipação de recebíveis são inúmeras e alcançam fornecedores e contratantes. “A Giro auxilia as pequenas e médias empresas a ganharem fôlego nas finanças e de quebra fortalece a cadeia de fornecedores de grandes empresa, pois os recebíveis são títulos de crédito estabelecidos por uma negociação entre compradores e fornecedores, ou seja, documento que estabelece o valor negociado a ser pago pelo comprador em um prazo determinado. Muitas vezes, no entanto, o fornecedor sente a necessidade de antecipar  o recebimento, em função de alguma necessidade de fluxo de caixa”.

Segundo ele, os fornecedores passam a ter o controle de seus recebimentos e podem escolher quais recebíveis querem antecipar. Isso fortalece o fluxo de caixa e consequentemente, possibilita a reposição do estoque, a contratação de funcionários e o investimento em novas tecnologias. Os benefícios recebidos pelo fornecedor também impactam diretamente o contratante, que passa a receber bens e serviços de maior qualidade, podendo gerar soluções melhores para os clientes.

“Tudo isso estimula a cadeia de fornecimento, a contratação de funcionários e a competitividade, gerando bons resultados para o mercado e para a economia como um todo”, conclui Ronaldo de Oliveira, outro dos idealizadores da fintech.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here