ESPECIAL – IX Congresso Andav: soluções para distribuidores que beneficiam produtores agropecuários

No período de 12 a 14 de agosto, 93 empresas expositoras receberam a visita de mais de 5 mil profissionais, que foram ao Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP), ver as novidades exportadas no IX  Congresso Anadav – Fórum & Exposição voltadas ao mercado de distribuição de insumos agropecuários, e que também beneficiam os produtores rurais brasileiros. A data da ´próxima edição já está definida: 12 e 14 de agosto de 2020, e a previsão é de crescimento de 20% em termos de área total, passando dos atuais 10 mil m² para 12 mil m².

Um público de mais de 5 mil profissionais passaram pelo IX Congresso ANDAV 
Divulgação Clarion Events

“O sucesso deste ano também pode ser medido pela renovação, porque já temos vários expositores confirmando presença na próxima edição. Alguns querendo, inclusive, dobrar o espaço de exposição, além da participação de novas empresas. Assim, estamos pavimentando o sucesso de 2020, que será a 10ª edição e irá coincidir com os 30 anos da Andav”, afirmou o presidente do Conselho Diretor da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (Andav), Antonio Henrique Botelho de Lima, comemorando a superação de todas as expectativas. “Nós temos evoluído muito desde o primeiro Congresso. Com certeza, nos firmamos como um dos maiores eventos do agronegócio brasileiro. O debate sobre inovação foi um dos pontos fortes desta edição, porque estamos num momento de transição do nosso mercado. No Congresso ANDAV, nós, distribuidores, discutimos temas do dia a dia do nosso negócio, o que precisamos trabalhar nas nossas estratégias internas e ainda temos contato com os nossos parceiros e fornecedores durante três dias”, pontuou.

Destaques  – A Aqua do Brasil aproveitou para apresentar a Química Verde, uma linha de produtos e insumos orgânicos e ecologicamente corretos, seguros e sem resíduos para o consumidor e para o meio ambiente. certificada com o Selo Verde, do Instituto Chico Mendes, e com certificado do IBD (Instituto de Biodinâmica, de Botucatu-SP). Direcionada a cereais, frutas e hortifrutis, a linha atende tendência de consumo “de um mercado mais exigente, em busca de qualidade e menor resíduo de agroquímicos”, comenta Luciano Gasparini – diretor geral da empresa – informando que 90% dos ingrediente ativos “são importados e contam com certificações orgânicas, com rastreabilidade de ponta a ponta”.

Nutrição e proteção vegetal é o negócio da Santa Clara Agrociência, que, em seu estande, destacou a nova linha de adjuvantes Silox, formada por seis compostos que se aplicam a todo tipo de cultura. De forma geral, todos eles contribuem para uma significativa melhoria na qualidade das pulverizações. Suas novas formulações permitem maior eficiência na aplicação dos insumos agrícolas, possibilitando melhor diluição das gotas, favorecendo assim um espalhamento mais homogêneo da calda sobre a plantação, o que resulta no melhor aproveitamento dos insumos, com consequente redução no desperdício. Também demonstrou os benefícios do Protex, um protetor solar antiestresse para as plantas, assim como sua nova geração de bioestimulantes vegetais naturais, o Matriz G, que melhora a germinação das plantas de diversas culturas; e a Linha Totale SC, nutrição com elevada concentração de nanopartículas, que auxilia e potencializa o desenvolvimento da lavoura. A empresa aproveitou o evento para formalizar mais uma parceria com Embrapa e Embrapii – Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial, para a realização de pesquisas voltadas para o desenvolvimento de um bionematicida, foi assinada ainda uma parceria de cooperação com a ESALQ – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz e Embrapii, cujo objetivo é pesquisar e desenvolver biofungicidas a base de óleos essenciais extraídos de plantas. Segundo Marcelo Rolim, diretor Técnico e de Marketing da Santa Clara Agrociência, o Congresso Andavé uma excelente oportunidade para encontrar seus principais parceiros, clientes e fornecedores, pois toda a cadeia da distribuição de insumos agrícolas de todo o país estará nesse evento. “Isso nos permite fortalecer os laços com esse público e compartilhar novidades que produzimos em mais um ano de muito trabalho. Além disso, temos condições de apresentar soluções criativas que foram desenvolvidas pela nossa forte cultura de inovação, o que, com toda certeza, representará enorme potencial de negócios no médio prazo”.

Brandt do Brasil apresentou o TriTek, “um óleo mineral e adjuvante de altíssima qualidade, performance e confiabilidade. Ele proporciona a máxima cobertura de folhas, favorecendo a ação ideal de defensivos agrícolas sem causar queimaduras e estresse nas plantas”, explica o coordenador de marketing da Brandt do Brasil, Cesar Murad, comentando que, “com isso, o insumo contribui com alta produtividade e a otimização das lavouras, garantindo a satisfação de clientes em países como os EUA, Peru, entre outros”. O produto é direcionado a todos os tipos de culturas, agindo na nutrição e no fortalecimento das plantas. A solução possui baixos índices de substâncias aromáticas prejudiciais às plantas e é apropriado para altas temperaturas. Como é pré-emulsificado em pequenas gotículas, proporciona excelente cobertura foliar e mantem a mistura homogênea por até 3 horas.

Kimberlit Agrociências destacou uma série de soluções, como, por exemplo, a Hulk, composta por substâncias capazes de induzir os genes de defesa aos estresses bióticos e abióticos, além de ser o único indutor do mercado com ação de translocação nas plantas, ou seja, aplicado via folha consegue agir até o sistema radicular; e o biofertilizante, ativador e potencializador fisiológico de rápida ação Potencer Ultra, com nutrientes essenciais e aditivado com substâncias húmicas capazes de manter ativo o metabolismo da planta. Também aproveitou para mostrar sua linha de biodefensivos produzidos pela Bionat, empresa do grupo inaugurada em 30 de abril de 2019 e que – desde o início da construção da planta, em 2018, até 2022 – receberá investimentos da ordem de R$ 25 milhões. Instalada em Olímpia (SP), a fábrica conta com biorreator de última geração que pode ser controlado pelo celular, além de possuir processo de incubação e extração  com alto grau de automação e oferecer um ambiente totalmente asséptico, para reduzir a possibilidade de contaminação – como parede revestida com tinta hospitalar antibactéria, piso emborrachado e lavável, mobiliário de produção em inox 316, com o objetivo promover um espaço saudável para a produção. De acordo com Luciano de Gissi – diretor na nova empresa – faturará R$ 5 milhões em 2019 e, até 2022, atingirá R$ 100 milhões em faturamento. Na linha de soluções da Bionat estão produção de fungos, bactérias e vírus, para combate a pragas como mosca branca, mofo, cigarrinhas, ácaros, lagartas e percevejos, broca do café; nematóides; lagartas, como Spodoptera, conhecida como lagarta do cartucho; todos produtos indicados para culturas da soja, cana, hortifruticultura, milho, citrus e café. Como informou Gissi, a linha de produtos vem sendo desenvolvida em parceria com renomadas instituições de pesquisas do País, como o Instituto Biológico de Campinas, a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Cenargen) e a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” ESALQ-USP, através de convênio com a Empresa Brasileira de Inovação Industrial (Embrapii).

Uma ferramenta de agricultura de precisão foi o destaque da Helm do Brasil. Trata-se do SkyFLD, uma plataforma em experimentação, desenvolvida pela empresa, e que deverá começar a operar comercialmente na safra 2020/2021. Direcionada a médios e pequenos produtores rurais, a ferramenta tem precisão de 5m x 5m – segundo informações de Eduardo Garrido, analista de Marketing Helm do Brasil – e gera mapa de variabilidade do solo para auxiliar o agricultor no processo de tomada de decisão, disponibilizando informações precisas da lavoura – como mapa de biomassa –, podendo aprimorar o uso de insumos e sementes, monitorando a evolução da cultura. A plataforma, que está sendo lançada globalmente, é democrática e, portanto compatível com praticamente todas as marcas de máquinas agrícolas. Entre seus diferenciais está o fato de trabalhar com dois satélites, que cruzam as informações e garante a leitura das áreas mesmo no caso de haver uma nuvem. 

Startup voltada ao adiantamento financeiro para distribuidores do agronegócio, que acaba de receber investimentos do Grupo Superbid, a AgFintech Pagsafra tem o compromisso de capital inicial que permitirá financiar até R$ 120 milhões para a safra 2019-20, o Pagsafra projeta números arrojados para os próximos três anos, e, de acordo com o sócio-executivo da startup, Jonatas Couri, “a expectativa é transacionar R$ 1 bilhão nos primeiros 36 meses de operação”. Explicando a forma de atuação da empresa, Couri informa que “hoje, os recebíveis estão estacionados nas revendas e têm baixa liquidez, ou seja, o Pagsafra aumenta a gama de capital à disposição dos distribuidores de insumos e sem o envolvimento bancário. Um outro impacto é a agilidade e simplicidade, já que a documentação é inteiramente digital e o desembolso acontece em pouco dias, diferente das operações de securitização agrícolas, que normalmente levam meses”. Frisa, ainda, que “o cenário do Plano Safra é favorável à atuação das fintechs no agronegócio, somado ao fato do spread bancário não acompanhar, no momento, a queda na taxa Selic, que permite às fintechs oportunidade de espelhar as taxas menores de forma mais rápida. O Plano Safra continua desembolsando grandes volumes para o agronegócio, mas as taxas já são menos atrativas e as condições de utilização mais rígidas. Além disso, o plano é altamente direcionado para o produtor rural, com menos aplicabilidade para a distribuição de insumos”, aponta. 

Clube de benefícios multimarcas para quem vive o agronegócio brasileiro. Essa é a autodefinição do Clube Agro, uma plataforma que integra parcerias no campo entre grandes marcas e canais de vendas de todo País, gerando benefícios mútuos, ofertas em insumos e serviços específicos destinados ao negócio do produtor. Lançado em julho de 2018, em setembro acontecerá o lançamento para os canais de venda e, em outubro, para os produtores. Na primeira fase, será aberto a produtores dos Estados da Região Sul.

Outras soluções – Focada no desenvolvimento de soluções naturais para auxiliar nos principais desafios do campo, contribuindo para melhoria da saúde do solo, proteção das plantas, nutrição e performance produtiva dos cultivos, a Alltech Crop Science enfatizou foram os últimos lançamentos, entre eles, duas ferramentas que são voltadas especialmente para os cuidados com o solo. O Soil-Plex Ready –  desenvolvido a partir de nutrientes e compostos orgânicos que permitem maior interação da biomassa, resultando em melhora no desenvolvimento da planta – e  sua nova visão Planet of Plenty, um planeta de abundância, que vem levando ao desenvolvimento de ações que buscam incentivar e valorizar quem também já atua por um futuro sustentável.

Com objetivo de fortalecer o relacionamento com o sistema de distribuição, a Basf destacou o programa Agrega que comemora o seu primeiro ano em 2019 e oferece vantagens em soluções e serviços contribuindo para o legado do agricultor. Levou, ainda, seu portfólio de soluções para o manejo eficiente de doenças, pragas e plantas daninhas de importantes cultivos. Por meio do acúmulo de pontos na compra de soluções BASF, agricultores podem resgatar amplo catálogo de serviços e produtos na plataforma. Dentre os serviços mais resgatados desde lançamento do Agrega, estão o AgroClima Pro, ferramenta de agrometeorologia com um portfólio variado de funções, treinamentos, consultorias, e outros serviços que contribuam para o sucesso do agricultor.  A empresa também destacou a plataforma de agricultura digital Xarvio, que oferece ferramentas para o manejo eficiente das lavouras com maior assertividade e economia, participa do Congresso Andav na Startup Zone, área dedicada às soluções tecnológicas para o agronegócio, onde participantes podem conhecer todas soluções da plataforma. Um exemplo é o Field Manager, sistema de monitoramento que identifica a localização e a quantidade de plantas daninhas nas lavouras. Os visitantes também podem ver o Scouting, aplicativo gratuito que identifica plantas daninhas, doenças e analisa danos foliares. 

Biogrow apresentou seu lançamento na área de prestação de serviço para o tratamento de sementes On Farm. Previsto para esta safra (19/20), o Tratamento de Sementes Tecnológico da Biogrow (TST) consiste num projeto inovador que possibilita atender uma diversidade de setores da cadeia produtiva do agronegócio, incluindo produtores rurais, revendas, cooperativas e sementeiras com produtos e equipamentos para tratamento de sementes do mais alto nível tecnológico. Além disso, a empresa promove ainda todo seu amplo portfólio de fertilizantes especiais com foco nos bioestimulantes  como soluções agronômicas efetivas para maximizar  as produções e qualidades em culturas como: soja, milho, trigo, algodão, café, batata, uva de mesa e vinífera, maça, manga, abacaxi, mamão, banana, tomate, melão-melancia, pimentão, cebola, ornamentais, entre outros. 

A Fertiláqua, reforçando a importância a ser dada à qualidade de uma semente como ponto essencial para o sucesso de implantação da lavoura e ganho de produtividade, destacou o programa Sementes de Verdade, que é responsável por conceder um selo aos lotes de sementes, das sementeiras parceiras, que apresentam alta performance, com 95% de germinação dos quais 70% estão nas classes de mais alto e alto vigor e 90% de vigor pelo teste de envelhecimento acelerado (EA). Por meio das tecnologias do programa, é possível assegurar benefícios como melhor germinação e a emergência de plântulas de forma rápida e uniforme, originando plantas com desempenho acima da média e com taxa de crescimento superior, estruturas como raízes e área foliar maiores, e consequentemente, um maior acúmulo de matéria seca, resultando em maior rentabilidade para o produtor. 

Com histórico de investimentos em inovação e ampliação de mercado no último ano, o Grupo Siagri apresentou as versões recentes da sua plataforma de business intelligence, com nova tecnologia e agora disponível em aplicativo para Android e iOS; e da sua universidade corporativa. Os aplicativos mobile também evoluíram para atender com precisão a processos de automação de força de vendas e gestão de alçadas. Outro destaque no evento é o serviço de consultoria especializada, com foco nas melhores práticas de gestão para distribuidores. O grupo ainda ressalta as parcerias estratégicas que apoiam a empresa em desafios como gestão do relacionamento com clientes (Datacoper), gestão de crédito (Agrometrika) e computação em nuvem (Sky.One). 

Novidades em fertilizantes e biodefensivos foram dois dos destaques que o Grupo Vittia, que aproveitou o evento para introduzir no mercado o fertilizante Métis, novo conceito em nutrição de plantas. Também foram apresentados os insumos de alta tecnologia para o agronegócio com o programa Vit Integra, que reúne o que há de melhor em cada solução Vittia, simplificando processos e maximizando resultados para os clientes. Outro destaque foi o Meta-Turbo SC, inseticida microbiológico com amplo espectro no manejo integrado de pragas nas lavouras, que agora passa a ter registro para controle do percevejo-castanho em todas as culturas, com eficácia comprovada em diversas pesquisas, tornando-se o único produto existente no mercado para controle dessa praga.

Ihara destacou o recém-lançado CERTEZA N, que, segundo a fabricante, é o primeiro produto a fazer tratamento de sementes-fungicida capaz de controlar também os nematoides, promovendo importante redução operacional e de custos, já que dispensa o uso de outros defensivos concomitantes. 

Indofil – braço de defensivos agrícolas do Grupo Modi, da Índia – apresentar a empresa como uma alternativa do mercado na área de defensivos genéricos, fabricando moléculas, como, por exemplo, triazóis e estrobirulinas, sendo seu principal produto o Mancozeb. No Brasil, abriu sua filial em 2017 para consolidar sua participação de mercado nacional assim como se estabelecer como um player no mercado de genéricos. A companhia ainda possui uma ampla gama de produtos, entre fungicidas, herbicidas e inseticidas. 

Kimitec preparou uma série de novidades tecnológicas, a exemplo de bioestimulantes vegetais, biopesticidas, probióticos e prebióticos de solo, cujos benefícios para os agricultores são diversos, incluindo o aumento de produtividade, controle de pragas sem resíduos e a repovoação do solo com microrganismos benéficos. 

Fazendo uso de realidade aumentada, a Ourofino Agrociência “levou” os interessados a conhecer as instalações e o trabalho desenvolvido pela empresa na busca por produtos adaptados à agricultura brasileira. A companhia ainda apresentou sua completa linha de produtos adaptados à realidade do agricultor brasileiro, como Templo, solução reimaginada que possui um exclusivo sistema tensoativo e tecnologia Duo Sal, oferecendo segurança, economia e velocidade no controle de diferentes plantas daninhas e na erradicação da soqueira de cana-de-açúcar, além de oferecer alta performance mesmo com chuva duas horas após a aplicação, sendo indicado para culturas de soja, milho e algodão. 

Molibdato de sódio, uma das principais fontes de molibdênio para a agricultura, auxiliando na fixação e no transporte de nitrogênio; o ácido bórico, importante fonte de boro para a agricultura, sendo responsável, principalmente, pela divisão, maturação e diferenciação celular; o ácido cítrico, um conservante natural, que é utilizado pelas indústrias de fertilizantes na formulação de soluções de nutrientes, e o monoetalonamina, produto utilizado na formulação de fertilizantes com o objetivo de complexar os nutrientes de forma a tornar o produto mais estável. Esses foram os destaques da Química Anastácio.

A multinacional argentina Rizobacter participou com uma série de produtos com alta tecnologia embarcada, que resultam em redução de custos para o produtor rural, qualidade de aplicações e na eficiência dos produtos aplicados em culturas como soja, feijão e milho. Sustentáveis, os produtos contam com formulação exclusiva e têm foco no desenvolvimento da microbiologia da planta, proporcionando aumento da produtividade, diminuição na utilização de defensivos agrícolas, melhora genética das sementes, maior resistência às pragas e problemas climáticos e sementes com maior potencial energético. 

Já a Rotam do Brasil, multinacional chinesa, além das soluções para proteção a lavoura, incluindo defensivos agrícolas, nutrição vegetal, sementes e saúde animal, focou em seu programa de relacionamento com os parceiros “Malas prontas para a China”, que premia os distribuidores que atingiram ou superaram as suas metas, na compra dos produtos. O programa desse ano contou com a participação de 12 clientes de diferentes regiões do Brasil. A viagem teve duração de 10 dias e levou o grupo para conhecer as estruturas das fábricas da Rotam começando pelaTianjin Rotam Chemical (TRC), depois Jiangsu Rotam Chemical (JRC), finalizando na Jiangsu Rotam Boxmore Packaging (JRB) e no Centro de Pesquisa. Para 2020 a iniciativa já começou. 

O conceito “Experimente o Futuro da Distribuição com a Syngenta”, por meio do seu portfólio completo que contempla sementes, tratamento de sementes, proteção de cultivos, serviços e soluções digitais, foi o propósito da Syngenta, visando a reforçar o relacionamento com seus clientes e seu portfólio completo para seus parceiros distribuidores. 

Um infográfico com soluções especiais para aplicações foliares em soja, milho, algodão e cana-de-açúcar foi o destaque da Ubyfol, que, para demonstrar as principais tecnologias para essas culturas, promoveu dinâmica com os visitantes com os produtos Potamol, Peso+ e o adjuvante de alta performance Disperse Ultra, com a finalidade de apresentar as vantagens únicas desses produtos através de uma simulação feita em tubos de ensaio de grande proporção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here