Lavoura de Resultados: projeto apresenta boas práticas de manejo para agricultores gaúchos

Criado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural no Rio Grande do Sul (Emater/RS) para estimular a adoção de estratégias que qualifica as atividades de pequenos produtores de soja, o projeto “Lavoura de Resultados” é realizado em parceria com empresas, autarquias e prefeituras municipais. Apenas durante o ano-safra 2018/2019, via vários “Dias de Campo” em diferentes regiões agrícolas do estado, como Bagé, Caxias do Sul, Ijuí e Porto Alegre, mais de 680 agricultores foram beneficiados com informações sobre manejo para melhorar a qualidade do solo e Manejo Integrado de Pragas (MIP), e avaliação de perdas na colheita. Os participantes tiveram acesso a engenheiros agrônomos, técnicos e pesquisadores para entender melhor como usar as novas tecnologias e, principalmente, como reduzir o número de aplicações de defensivos agrícolas, utilizando-os de forma consciente, sem agressão à natureza e sem perda de produtividade.

Para estimular o uso dessas técnicas, a Emater/RS designou 52 propriedades para a instalação das URTs (Unidades de Referência Tecnológica), com suporte da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e instituições superiores de ensino. Desde sua criação, a iniciativa já conseguiu reduzir, de modo geral, em até 50% a utilização de defensivos agrícolas nas lavouras, se comparadas com propriedades que não tiveram acompanhamento. Nos municípios gaúchos de Venâncio Aires e Soledade, esse percentual foi ultrapassado: as aplicações nas áreas monitoradas, em comparação com as não monitoradas, registraram queda entre 50% e 60% nas de inseticidas e de 25% a 35% nas de fungicidas, conforme dados da Emater.

A Massey Ferguson, por meio de sua rede de concessionários, está entre seus apoiadores, e comemora os resultados. “Por meio da parceria com a Emater/RS, queremos reforçar nossos laços com os agricultores gaúchos e estimular boas práticas de gestão da lavoura, onde a integração dessas práticas com a tecnologia embarcada nos pulverizadores Massey Ferguson são fundamentais para gerar ganhos de produtividade com menor impacto ao meio ambiente”, afirma Vitor Kaminski, gerente de Marketing Tático da AGCO, empresa detentora da marca Massey Ferguson.

Estudo de caso –  Um trabalho de conclusão de curso de Dalvo Roberto Arcari, estudante do curso de Agronomia do Instituto de Desenvolvimento Educacional de Passo Fundo, da Faculdade IDEAU, intitulado “Manejo Integrado de Pragas: Um Estudo de Caso na Cultura da Soja, no município de Mormaço (RS), também apontou uma redução do número de aplicações de inseticidas para controle de lagarta de 96% e de 50% para o controle de percevejos, enquanto que a redução no custo dos inseticidas foi de 76,2%, na média, das cinco safras monitoradas, quando comparado com o manejo realizado pelos mesmos produtores rurais nas demais áreas de suas propriedades, bem como o dos demais agricultores. Na conclusão de seu estudo, apresentado neste ano, Arcari destaca que a produtividade da soja não depende e não sofre interferência do Manejo Integrado de Pragas (MIP), visto que as áreas monitoradas produziram igual ou superior as médias de produtividade em Mormaço, sendo este tipo de manejo uma técnica benéfica, econômica e sustentável para a agricultura brasileira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here