VBP, liderado por pecuária, é de R$ 597,8 bilhões, o segundo maior da série

A estimativa do valor bruto da produção agropecuária (VBP) de 2019, com base nas informações de abril, é de R$ 597,8 bilhões, 1,4% acima do valor obtido em 2018, que foi de R$ 589,6 bilhões. O valor deste ano é o segundo maior desde que foi iniciada esta série de dados em 1989. Fica abaixo apenas em relação ao ano de 2017, cujo valor foi de R$ 601,8 bilhões. A pecuária lidera o crescimento, com acréscimo de 3,3% em relação ao ano passado, enquanto as lavouras têm crescimento real previsto de 0,5%. Essas informações foram divulgadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), em 13 de maio de 2019.

O melhor desempenho nas lavouras é apresentado por algodão (17,1%), amendoim (19,2%), banana (16,8%), batata-inglesa (107,7%), feijão (96,9%), laranja (15,1), mamona (33,8%), milho (17,35), tomate (14,6%) e trigo (4,4%). O aumento de valor desses produtos, segundo o MAPA, é devido, no geral, a preços mais elevados para esse grupo, exceto o algodão, que tem neste ano preço menor do que em 2018. 

Além do algodão, preços mais baixos marcaram vários produtos importantes na formação do VBP, em especial cana de açúcar, mandioca, café e soja. Os preços internacionais em baixa para açúcar, café e soja contribuíram para a redução dos preços internos e do valor.

A pecuária apresenta comportamento melhor do que em 2018. Carnes de bovinos, suínos e frango, têm valor positivo do VBP. O maior acréscimo de valor refere-se à carne e frango, com percentual de 12%. Leite e ovos mostram estimativas mais baixas de valor do que em 2018. No leite a redução real é de 2,6% e, em ovos, 6,1%.

Como em relatórios anteriores, os dados regionais mostram a liderança da região Centro-Oeste, seguida pelo Sul, Sudeste, Nordeste e Norte. Cinco estados representam 59,4% do VBP deste ano. São eles, Mato Grosso, São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here