Presença crescente de tecnologias no campo atrai jovens para o agronegócio

Evento em São Paulo apresentará tendências do mercado para o posicionamento das novas gerações no setor

O agronegócio brasileiro vem registrando um movimento de inversão de tendência quando o assunto é a permanência do jovem no campo, pois, jovens que antes não buscavam oportunidades no campo passaram a se sentir atraídos pelo setor, principalmente pela crescente presença de novas tecnologias nas atividades rurais.

Pesquisa divulgada em maio de 2017, pela Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), indicou que a idade média dos produtores rurais caiu 3,1% nos últimos quatro anos, baixando para 46,5 anos. Os resultados também mostram essa mudança de direção com o aumento da presença de jovens entre 20 e 35 anos, que saltou de 15% para 27% desde a última pesquisa.

Atuando diretamente nas propriedades ou por meio de empresas de tecnologias, como as startups, os jovens têm marcado presença no agronegócio, trazendo um novo olhar para aos processos. Em muitos casos, por meio de softwares ou aplicativos eles introduzem no negócio o monitoramento informatizado que auxilia em melhores resultados e no aumento da produtividade.

“O agro não é mais aquela atividade rústica na qual se acreditava que os filhos tinham que deixar as propriedades para crescer profissionalmente. Essa concepção mudou com o tempo hoje com a tecnologia o setor passou a ser um mercado atraente para os jovens”, afirma Renata Camargo, Show Manager do YAMI – Youth Agribusiness Movement International, primeiro congresso para jovens do agronegócio que será realizado em São Paulo, em outubro.

Outra tendência que ganha cada vez mais corpo no setor é o empreendedorismo. Com as mudanças constantes do mercado de trabalho, o jovem se viu incentivado a empreender e uma das áreas que mais atraem esses novos empresários é o agronegócio.

“O campo é um lugar extraordinário para o desenvolvimento de negócios, não só para as grandes culturas como soja e milho, mas para negócios menores que demandam tecnologia para atender as demandas. É um setor que não se limita apenas a atividades desenvolvidas nas propriedades ou sucessão familiar, mas extrapola para áreas como gastronomia, ciência e tecnologia”, enfatiza Renata.

Primeiro congresso para jovens do agronegócio – Seguindo esse movimento de volta dos jovens ao campo, a primeira edição do YAMI – Youth Agribusiness Movement International pretende reunir jovens que atuam no agronegócio ou que se interessam pela área para debater o papel e a importância dessa nova geração no crescimento do setor.

O evento, que será realizado nos dias 08 e 09 de outubro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP), vai trazer um momento de reflexão de vida e propósito aos jovens, além de apresentar tendências de mercado e auxiliar na sua entrada no setor, por meio de palestras e debates.

“O YAMI pretende proporcionar um intercâmbio profissional e de conhecimento entre profissionais que já estão no mercado de trabalho, recém-formados, estagiários, trainees e demais interessados no setor. Nosso objetivo é auxiliar esse público a traçar metas e objetivos, baseados na realidade do mercado, para que possam alcançar o sucesso”, finaliza Renata.

O evento oferece parceria com universidades que se interessem em fechar pacotes, com valores diferenciados, para seus estudantes.

O YAMI será realizado simultaneamente ao 4° Congresso das Mulheres do Agronegócio – CNMA. A promoção, organização e realização do CNMA e YAMI são do Transamérica Expo Center, com apoio institucional da ABAG – Associação Brasileira do Agronegócio e coordenação de conteúdo da Biomarketing, do Prof. José Luiz Tejon Megido. O GestAgro 360° é parceiro de mídia dos eventos.

As inscrições podem ser feitas pelo yamimovement.com.br.

O movimento conta com patrocínio da Corteva, John Deere, Massey Ferguson, Valtra, Bradesco, Cargill, Jacto e New Holland; apoio da Rituais Cafés Especiais, Camila Klein, Caterpillar, FLC Serviços, Huck Otranto Camargo, Leiza Lermen, Malai Manso Resort, Rabobank, RCA, Safras & Cifras, Trow Nutrition e Yara; e startups Aegro, Agro Carreira, AgriConnected, Agrosmart e Liberali.  O evento ainda firmou alianças estratégicas com ABCZ Mulher, ABMRA (Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio), Aboissa, Abstartups, COMIGO, Elas no Agro, Ello, Esalq/USP, Esalq Tec, MundoCoop, NFA (Núcleo Feminino do Agronegócio), SRB (Sociedade Rural Brasileira), SRM (Sociedade Rural de Maringá) e Zebu.org.br.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here